Borghi Acqua & Fitness

Publicado em: 25/04/2017

Falta de exercício pode gerar dor muscular nas pernas mesmo em pequenos esforços

Quando realizamos atividades que promovem treinamento dos músculos dos membros inferiores, como andar, pedalar e nadar, beneficiamos tanto o coração central como o "periférico", diz fisiologista.

Falta de exercício pode gerar dor muscular nas pernas mesmo em pequenos esforços

Uma das características mais marcantes da falta de treinamento é a chamada limitação periférica durante o exercício. Indivíduos sedentários, que acumulam os efeitos das regressões funcionais pela falta de exercício, apresentam o conhecido quadro da dor muscular nos membros inferiores, mesmo durante pequenos esforços. Isso acaba por ser o fator limitante de sua aptidão física.

Esta situação caracteriza a falta de condicionamento do chamado “coração periférico”. Quando realizamos um exercício, a prioridade é o ajuste do fluxo de sangue para os músculos. Imediatamente, o coração acelera e aumenta a perfusão dos músculos em atividade, provendo oxigênio e nutrientes para a produção de energia. Ao mesmo tempo que a bomba cardíaca impulsiona o sangue para a periferia do sistema vascular, torna-se necessário existir um mecanismo que auxilie o retorno do sangue para o coração.

Esse retorno do sangue é o resultado principalmente de um perfeito sistema de bombeamento, que conta com a participação de dois componentes: as válvulas das veias, que impedem o refluxo do sangue no sentido contrário, e a ação dos músculos, massageando a parede das veias. Essa massagem funciona como uma verdadeira bomba propulsora, sendo o principal componente desse sistema. Em termos mais simples, podemos dizer que o coração manda sangue para os músculos e estes o fazem retornar para o coração.

A ação contráctil dos músculos, fundamentalmente dos grupos dos membros inferiores, é tão importante que o seu papel é denominado coração periférico. Esse componente assimila uma grande melhoria em decorrente do exercício físico regular. Quando realizamos atividades que promovem um treinamento dos músculos dos membros inferiores, como andar, pedalar, nadar etc., estamos não só beneficiando nosso coração central como também condicionando nosso coração periférico.

A melhora dos músculos, além de beneficiar a função cardíaca, previne problemas, como varizes, inchaço dos pés, etc. Torna-se particularmente importante não só para melhorar o condicionamento físico para o esporte, como para atividades profissionais que exigem que o indivíduo permaneça por longos períodos parado em pé. Exemplo de donas de casa, dentistas, cirurgiões, etc.

  • Fonte: Eu Atleta
  • Por: Turibio Barros
  • 0 Comentário
Ainda não temos nada digitado..

Foram encontrados 0 registros