Borghi Acqua & Fitness

Publicado em: 21/02/2017

Saltar, pular corda, fazer polichinelo... Exercícios de pliometria dão potência

Esse tipo de exercício deve inserido no seu programa de treinamento por aumentar a velocidade de reação, a força muscular e servir de base para diferentes modalidades.

Saltar, pular corda, fazer polichinelo... Exercícios de pliometria dão potência

Exercícios pliométricos são reconhecidos como "saltos" de qualquer natureza. Saltos no lugar, pular corda, polichinelos, saltos em caixas ou até mesmo saltos com sobrecarga. Mas não é só isso, pois lançamentos, corridas e aterrissagens também são. Isso porque exige dos músculos impulso, velocidade e força, tanto na fase concêntrica quanto excêntrica para produzir potência. Quando falamos em movimento não podemos pensar numa única direção ou plano.

Os movimentos naturais são multidirecionais e planares, como nosso simples caminhar. Nesse universo dos movimentos e das atividades, seja ela qual for a escolhida, uma coisa todas devem ter em comum: o objetivo de ficar mais forte. Não precisa ser forte como um bodybuilder ou um strongman, porém mais forte do que ontem, pois a tendência natural da vida é perdermos força.

Neste aspecto a pliometria contribui de várias formas:
aumento da força rápida ou explosiva (também conhecida como potência)
aumenta velocidade de reação muscular
aumenta a reatividade do SNC (sistema nervoso central) melhora a absorção de impactos
aumenta densidade óssea
estimula fortalecimento muscular
serve de base para diversas modalidades esportivas
previne osteoporose
previne osteopenia

Assim como outros métodos de treinamento, o corpo vai precisar de estímulos e recuperação adequados para que uma nova sessão de exercícios possa acontecer. Há risco de lesões se não forem observadas características e individualidades que possam prejudicar o desempenho. Você pode começar fazendo pequenas sessões de corda, polichinelos ou trotes.

Como a seguir:
Em dias alternados durante cinco a 10 minutos nas duas primeiras semanas. Faça durante 30 segundos e descanse por período igual ou o dobro, dependendo da sua condição física. Observe sua evolução. Diminua o período de recuperação a cada semana até que você consiga fazer pelo tempo completo sem intervalo.

O treino de pliometria deve ser inserido no seu programa de treino por um profissional capacitado e pode depender de adaptações e progressões para que você possa usufruir dos benefícios que este tipo de treinamento pode proporcionar.

Bom treino!

  • Fonte: Eu Atleta
  • Por: Deborah Povoleri
  • 0 Comentário
Ainda não temos nada digitado..

Foram encontrados 0 registros